• Flavia Reishoffer

Destaque-se! Construa sua Marca Pessoal

Atualizado: 2 de Nov de 2020

Quando falamos em construção de Marca Pessoal estamos falando de Marketing Pessoal. A partir do momento que você é contratado por uma empresa você está vendendo o seu tempo a ela.

Quando você começa a trabalhar para uma empresa o nome e a logo dela vão no cartão de visita junto com seu nome, se você não constrói a sua imagem não deixará sua marca e você pode passar 20, 30 anos na empresa e quando sair de lá seus clientes não saberão quem você é, porque só terão associados na mente a marca da empresa. Não era você que existia, era a reputação da empresa que te sustentava. Chegou à hora de pensar em construir a sua reputação, a sua marca pessoal.

O segredo é pensar como empresa. Um empreendimento chamado VOCÊ!

Muitos possuem sonhos sem objetivos e estratégias para alcançá-los. Sem gerenciamento e administração da marca pessoal não existe sucesso.


Você é a estrela no que faz ou apenas mais um profissional invisível?

Aonde você quer chegar?

Para onde quer ir?


É só uma pequena pergunta, mas poucas pessoas conseguem responder firmemente sem gaguejar ou precisar de tempo para pensar.

Sem a resposta desta última pergunta é impossível planejar algo, traçar metas, objetivos e obter resultados satisfatórios.


E isso não é raro acontecer


São inúmeros profissionais que vão seguindo o plano de uma empresa, alcançando objetivos de outras pessoas e nunca param para pensar em seus próprios objetivos. Confiantes na estabilidade ilusória de trabalhar em uma grande empresa. Muitos cheios de sonhos, mas sem nenhum objetivo concreto.

Se não sabe para onde quer ir, vai parar em qualquer lugar e sua realização profissional será mero fruto do acaso.


Alguns profissionais estão sempre trocando de emprego, como jogar na loteria, nova empresa, novos projetos, novos desafios. Você muda de ambiente, renova a energia por um breve período, mas depois tudo volta à velha rotina de desencanto.


Então, Qual é o segredo?


Na verdade é simples.

1 – Trabalhe com o que você ama

2 – Use Marketing em você mesmo

3 – Esteja atento a imagem que você passa.


Faça o que ama – Sabe aquela expressão: “Ele nasceu pra isso?” Cada Pessoa nasce para uma “coisa” na vida, mas poucas conseguem descobrir, por isso poucas são felizes e bem sucedidas em seu trabalho.


Imagine que você está em uma prateleira de um supermercado enorme com milhares de outras marcas parecidas com você. Todo ano, todo semestre as faculdades de todo o país despejam novo lote de jovens marcas nesse mercado, o mercado de trabalho. Se você sabe aonde quer chegar, saberá por quem quer ser “comprado” e estará no corredor certo. Seus potenciais compradores precisam passar pelo corredor certo entre centenas de outras marcas, e a sua deve estar em destaque. E esse trabalho não é do supermercado, mas sim do fabricante, é ele quem cuida da embalagem, rótulo, todo o atrativo do produto. Você como fabricante do seu próprio produto deverá cuidar do grau de atração da sua marca.


Por que eu escolheria você? Que diferença você tem dos outros profissionais?

Com certeza você já deve ter escutado essas perguntas por aí.

Se você realmente ama o que faz, sem dúvida terá um diferencial no mercado.


Use Marketing – Imagine um grande edifício comercial, você entra e vê na recepção aquela placa com as salas, ali você vê uns 20 advogados, 30 médicos, 15 psicólogos, 10 terapeutas. Qual seu critério de escolha? A verdade é que se a marca não tem valor optamos pelo mais barato.


O uso do Marketing é a diferença, examinar um produto em relação a um mercado e determinar como maximizar seu potencial preenchendo uma necessidade e gerando visibilidade. Esse é o trabalho do marketing mesmo que o produto seja uma pessoa, uma marca pessoal.


Ser diferente e ter valor, esse é o desafio.

A Imagem que você Passa – Você pode não acreditar, mas nesse momento em algum lugar alguém está se referindo a você, o descrevendo com apenas uma palavra.


A Pergunta é: Com que Palavra você está sendo descrito?


A imagem que você passa se transforma em um adjetivo que resume todos os seus esforços, batalhas e anos de estudo.


Imagine que você encontra um amigo seu e ele está com outra pessoa, você vai falar com ele e sai, quando você sai surge um comentário do tipo:


“Foi dele que te falei, é o melhor na área...”

“Todo mundo fala nela, é uma fera, Sozinha comanda 50 departamentos com uma simpatia incrível...!

“É o cara mais engraçado que conheço...”

“Não sei como continua lá na empresa, engana todo mundo...”

“Ela é brilhante, resolve qualquer coisa mesmo sob pressão...”

“É gente boa, mas é muito negativo, ninguém consegue ficar 5 minutos do lado dele...”

A gente faz isso o tempo todo e esses comentários vão se replicando e se espalhando na nossa rede de relacionamento e na rede de relacionamento das pessoas com quem comentamos, é o marketing de relacionamento acontecendo, também conhecido como boca a boca. Pode sozinho alavancar ou destruir uma carreira.


A imagem da sua marca pessoal começa pela forma como você age, fala, se veste, na verdade tudo causa uma impressão e precisa saber que tipo de impressão você quer passar e precisa ser coerente também, não adianta passar uma imagem de algo que você não é, porque mais cedo ou mais tarde vão perceber.


Infelizmente vivemos em um mundo onde a aparência importa sim e a opinião das pessoas contam, você pode até dizer que não importa o que as pessoas pensam de você, mas na verdade importa sim, porque de relacionamento em relacionamento um comentário ruim sobre sua marca pessoal pode acabar chegando aos ouvidos do gestor daquela empresa que você tanto sonha em trabalhar e estará fora do seu alcance desfazer a imagem que ele tem de você agora.


Sua mesa de trabalho, seu carro, seu cabelo, tudo que você externa para os outros diz muito sobre você. Precisa pensar nos seus sonhos, transformá-los em objetivos e entender o que sua marca pessoal precisa mostrar, o que você precisa ser.


E se para alcançar seus sonhos precisar mudar hábitos e atitudes, simplesmente mude. Crescimento profissional também tem a ver com crescimento pessoal, afinal, ninguém cresce profissionalmente sem atingir certa maturidade pessoal e no final objetivo é esse mesmo, nos tornarmos pessoas melhores, profissionais melhores, pais melhores, amigos melhores.


No final, sempre se trata de ser, ter e proporcionar:

Ser uma versão melhor de nós mesmos;

Ter qualidade de vida e situação financeira melhores;

E Proporcionar conforto e qualidade de vida a nós mesmos e aqueles a quem amamos.


Deixe o seu like.

siga nossa página no Instagram.

Compartilhe com seus amigos no facebook.

Deixe um comentário sobre o que mais você gostaria de saber.

Posts recentes

Ver tudo